De cachos a ondas: um dossiê dos cabelos cacheados e ondulados

Cabelos cacheados e ondulados (Foto: Rob Northway)
Cabelos cacheados e ondulados (Foto: Rob Northway)

Para cabelos cacheados e ondulados ficarem belamente intactos por horas a fio, é importante atentar para as escolhas feitas durante sua criação: enquanto o diâmetro do babyliss dita o tamanho de cachos e ondas, os produtos de styling utilizados, por exemplo, influenciam volume e poder de fixação. Para acabar de vez com toda e qualquer dúvida sobre o assunto, o hairstylist brasileiro radicado em Nova York, Claudio Belizario, fala tudo que você precisa saber em um verdadeiro guia visual no qual brinca com diferentes formas de capilares do gênero.

Cabelos cacheados e ondulados (Foto: Rob Northway)
Cabelos cacheados e ondulados (Foto: Rob Northway)

“No Brasil temos os cabelos cacheados mais bonitos do mundo graças ao nosso clima, então porque não aproveitar e deixá-los ainda mais bonitos?”, explicou à Vogue Brasil sobre a desconstrução gradual que transformou miúdos caracóis em suaves ondas, belamente capturados no shoot estrelado pela top Flavia Lucini, com fotos de Rob Northway e styling de Lara Gerin.

Cabelos cacheados e ondulados (Foto: Rob Northway)
Cabelos cacheados e ondulados (Foto: Rob Northway)

“Quis mostrar a desconstrução de um cabelo cacheado. Como a Flavia tem cabelo curto e fino, usei um babyliss pequeno para ter um resultado melhor, o mais cacheado possível”, explica o beauty artist, que aplicou mousse antes de secar os fios – secar, não fazer escova! “Depois fui separando o cabelo em mechas pequenas e enrolando. Quanto menor a mecha, mais enrolado fica o cabelo e maior a durabilidade dos cachos”, completa Belizario, frisando que o diâmetro da ferramenta deve ser sempre pequeno quando a ideia é encaracolar as madeixas.

Cabelos cacheados e ondulados (Foto: Rob Northway)
Cabelos cacheados e ondulados (Foto: Rob Northway)

Mas se a intenção é alcançar ondas perfeitas, a mudança de tamanho se faz necessária de acordo com o comprimento dos fios. “Para cada um deve-se usar um babyliss diferente. Aqui usei um babyliss pequeno, pois é curto e eu queria deixar bem encaracolado, mas se fosse fazer um cabelo com ondas, usaria um babyliss médio”, ensina o expert, que de modo geral indica aparelhos de diâmetro grande para fios longos, médios para os medianos e pequenos (menor que 1 polegada) para os curtos.

Cabelos cacheados e ondulados (Foto: Rob Northway)
Cabelos cacheados e ondulados (Foto: Rob Northway)

?”Depois usei um xampú à seco e escovei bastante para abrir os cachos, transformando-os em ondas, o que fica bem visivel nas demais fotos. Com pomada Badlands Dry Shampoo Paste da R+Co alisei mais as pontas, mantendo as ondas da raiz para não perder o volume”, contou o cabeleireiro, notando ter optado por fórmulas secas já que texturas mais cremosas poderiam comprometer rapidamente a qualidade das ondas no penteado. “Como o Brasil é um país úmido, isso seria muito fácil. Para uma boa fixação, usei um spray da Oribe de fixação forte, mantendo o penteado sem perder o movimento”, emendou.

Cabelos cacheados e ondulados (Foto: Rob Northway)
Cabelos cacheados e ondulados (Foto: Rob Northway)

Vale sempre lembrar, portanto, que de nada adianta acertar na escolha do babyliss e não se atentar para os produtos de styling que irão ajudar na fixação de ondas e cachos. “O uso do produto certo interfere na qualidade e durabilidade”, adverte Claudio Belizario, que aconselha iniciar os procedimentos com uma lavagem feita com xampú para volume e zero condicionador, qualquer que seja sua tribo capilar. Para continuar, veja qual os produtos mais indicados para o seu tipo de cabelo no guia de hairstyling a seguir:

Cabelos cacheados e ondulados (Foto: Rob Northway)
Cabelos cacheados e ondulados (Foto: Rob Northway)

. Seco e com volume: “não precisa de muito produto, pois costuma segurar o babyliss sozinho. Para dar brilho, utilize um pouco de óleo nas pontas, ótima dica para o inverno”
. Normal: “aconselho o uso do mousse, principalmente na raiz, e a pasta nas pontas”
. Oleoso: “vale usar o mousse da raiz até às pontas para de secar e, para finalizar com o babyliss, usar um spray antes de fazer os cachos”
. Fino: “também vale usar o mousse, mas não pode exagerar para não pesar e acabar deixando ainda mais oleoso. Utilize também o spray de fixação média”

Reportagem extraída da Vogue

Leia mais

Comentários